Blackberry - Palavra e imagem Mostras e Exposições

Blackbarry - Walter SilveiraFrame de "Non Plus Ultra", vídeo de Tadeu Jungle, 1985

A exposição Blackberry – palavra e imagem – Walter Silveira  aborda trajetória de quase quatro décadas do artista paulistano com exibição de pinturas, serigrafias, objetos, instalações e vídeos, estes últimos recuperados especialmente para a mostra.

Enfant terrible da Zona Oeste paulistana, Walter Silveira pertence à geração de jovens criadores que, no final dos anos 1970, deram continuidade às experimentações poéticas com o uso da linguagem escrita em curso na capital, então sob a égide criativa de nomes como os irmãos Campos e Décio Pignatari.

Em tempos em que o termo grafitti ou pixo não eram colecionáveis, Blackberry, como Walter se auto-denominava, expandia o espaço da poesia e da caligrafia para fora do papel, criando soluções intersemióticas, esse sim um termo em voga, que transcendiam o plano bidimensional, resultando em instalações, objetos, vídeos, performances e mesmo séries cult, veiculadas em emissoras de TV.

A exposição percorre a produção de Walter Silveira calcada na pluralidade de suportes de que ele lançou mão para inscrever sua obra, seja no campo das idéias, seja naquele da arte. São apresentadas suas experimentações formais que resultaram em obras em diversos formatos e suportes, e também uma seleção de 12 vídeos, incluindo leituras sobre a a obra de Wesley Duke Lee e Paulo Leminski, colaborações com os artistas Tadeu Jungle, Tunga e o fotógrafo Fernando Laszlo, além do histórico VT Preparado (AC/JC), em parceria com Pedro Vieira. O material é fruto da recuperação de diversos vídeos que estavam apenas em VHS, U‐matic, Super‐8 e outros suportes antigos. 

Walter Silveira

Walter Silveira

Walter Silveira


SOBRE O ARTISTA

WALTER SILVEIRA é videoartista, artista gráfico, poeta visual e profissional de televisão. Graduado em rádio e televisão pela ECA/USP, dirigiu durante as programações da TV Gazeta e TV Cultura, em São Paulo. Nos anos 1980, fundou a TVDO, produtora de vídeo independente que se tornou marco na história da produção nacional. Ele também fundou a primeira escola de vídeo do Brasil, a The Academia Brasileira de Vídeo. Trabalhou ao lado de figuras como Haroldo e Augusto de Campo, Arnaldo Antunes e Tadeu Jungle. Apresentou trabalhos na Bienal de São Paulo nos anos de 1987, 1994 e 1998. É também autor do livro Mein Kalli Graphics, de poemas manuscritos.


Ficha técnica
Coordenação geral: Bruna Callegari
Produção executiva: Rafael Buosi
Curadoria: Daniel Rangel
Montagem: Rafael Buosi e Welton Oliveira
Assistência de produção: Lorena Pazzanese e Arantxa Ciafrino
Reprodução de obras: Rafael Buosi e Pedro Loes
Revisão e tradução: Juliana Ribeiro de Melo | Convey
Realização: Espaço Líquido


CLIQUE PARA VER O CATÁLOGO

Confira: 

Curitiba recebe exposição de Walter Silveira


Projetos relacionados:

Performance Cid Campos e Walter Silveira
+ Walter Silveira

Visite a página de Walt. B. Blackberry
Facebook

Abertura em São Paulo

EM DESENVOLVIMENTO

A stencil art de Celso Gitahy

A stencil art de Celso Gitahy

Livro resgata 30 anos de produção do artista, considerado precusor da arte urbana em São Paulo.

Gastão Debreix

Gastão Debreix

A arte poético-construtiva de Gastão Debreix: serigrafias, poemas e objetos em exposição inédita do artista.

Lore Koch

Lore Koch

Documentário traz a vida e obra de Lore Koch, discípula de Alfredo Volpi, com mais de 50 anos de pintura. Direção: Jorge Bodanzky