Portfólio > Performance

Mar Virtual, de Eugénia Melo e Castro Performance

Eugénia Melo e CastroEugénia Melo e Castro em show "Mar virtual", que homenageou seu pai, o poeta português E.M. de Melo e Castro (1932-2020), acompanhada do pianista Emilio Mendonça, no Centro Cultural São Paulo - CCSP


O poeta experimental português Ernesto M. de Melo e Castro, falecido em 2020 aos 88 anos, recebeu homenagem no Centro Cultural São Paulo - CCPS com o show “Mar Virtual”, de Eugénia Melo e Castro, filha do consagrado autor português.


Ao lado do pianista Emílio Mendonça, a cantora portuguesa Eugénia de Melo e Castro apresentou o repertório do seu último disco “Mar Virtual” (2018, Selo Sesc), disco que agrupa músicas compostas por Eugénia a partir de uma seleção que abrange poemas desde o início da carreira do pai, até a atualidade.

Eugénia Melo e Castro

Eugénia Melo e Castro

A homenagem ao poeta aconteceu no âmbito da mostra Poesia Experimental Portuguesa, curadoria de Bruna Callegari e Omar Khouri, com cerca de 80 trabalhos de 18 artistas portugueses, que apresentou pela primeira vez ao público paulistano um panorama da poesia experimental realizada em Portugal desde os anos 1960 até os dias atuais.


Considerado precursor do experimentalismo poético em Portugal, a partir da publicação de seus Ideogramas (1962) e das revistas Poesia Experimental 1 e 2 (1964-65), E. M. de Melo e Castro publicou mais de 25 livros de poesia e 18 de ensaios, lecionou na Universidade de São Paulo e morou mais de 20 anos no Brasil. Trabalhou incansavelmente, produzindo poemas e teoria a respeito a Poesia Experimental Portuguesa, figura onipresente deste meio. Faleceu em 2020, aos 88 anos, em sua casa, em São Paulo.


Eugénia Melo e Castro

Eugénia Melo e Castro
Eugénia é filha do maior poeta concretista português, E. M. de Melo e Castro e da escritora e poetisa Maria Alberta Menéres (1930-2019). Cantora consagrada, já gravou e dividiu palco com figuras da música brasileira como Tom Jobim, Milton Nascimento, Chico Buarque, Ney Matogrosso, Caetano Veloso, Egberto Gismonti entre outros. Sua discografia conta com mais de 25 discos lançados. Do pai, musicou poemas concretos, que fazem parte do CD Mar Virtual, lançado no Brasil em 2018 (Selo Sesc).


E. M. de Melo e Castro
E. M. de Melo e Castro (Ernesto Manuel de Melo e Castro: Covilhã 1932-São Paulo 2020). Engenheiro têxtil. Poeta, é autor do primeiro livro português de poemas concretos: Ideogramas (1962). Com participação, desde o início, em todos os eventos e publicações da Poesia Experimental lusa (Poesia Experimental, Suplemento do Jornal do Fundão, Operação, Hidra…), pode ser considerado figura onipresente nesse universo.  Teórico e crítico, possui publicados inúmeros livros tendo, outrossim, participado de mostras de Poesia Concreta, Poesia Experimental, Poesia visual, em Portugal e em diversos países.


Eugénia Melo e Castro

+ sobre o projeto
Poesia Experimental Portuguesa

EM DESENVOLVIMENTO

Gastão Debreix

Gastão Debreix

A arte poético-construtiva de Gastão Debreix: serigrafias, poemas e objetos em exposição inédita do artista.

A stencil art de Celso Gitahy

A stencil art de Celso Gitahy

Livro resgata 30 anos de produção do artista, considerado precursor da arte urbana em São Paulo.

Eu nasci aqui - Fotolivro

Eu nasci aqui - Fotolivro

Fotolivro da performance Eu Nasci Aqui da artista Samira Br.